Tribunal Penal Internacional está atento ao julgamento de ex primeira dama da Costa do Marfim.    

A democracia nos países africanos não caminha em linha reta, há momentos de sobressaltos e recuos. A Costa do Marfim, país com uma economia dependente da produção do cacau, sofreu um revés nas eleições de 2010 e 2011, onde morreram mais de 3 mil pessoas.

Simone Gbagbo, ex primeira dama começou a ser julgada na Costa do Marfim. Chegou ao Tribunal por volta das 11h00, hora local, rodeada de fortes medidas de segurança.

Gbagbo, de 65 anos, é suspeita de estar envolvida na onda de violência pós-eleitoral que abalou o país. Entre outros crimes, é acusada de genocídio e atentado contra a segurança do Estado.

O julgamento é o primeiro teste de ferro para o poder judiciário do país, que se recusa a transferir para Haia a mulher do antigo chefe de Estado, Laurent Gbagbo. O Tribunal Penal Internacional (TPI) acompanha atentamente o processo.

Além da antiga primeira-dama, entre civis e soldados, outras 82 pessoas respondem na justiça por crimes cometidos entre 2010 e 2011.

O ex presidente, por sua vez, está à espera de ser julgado pelo TPI por crimes contra a humanidade. Foi o primeiro ex presidente a ser levado a julgamento no Tribunal penal Internacional, que tem sido atacado e acusado por presidentes africanos, de não se manifestar com o mesmo rigor, em relação ao comportamento de líderes de outros continentes.

Não se trata de mais um julgamento, embora seja muito importante por ser uma antiga primeira dama. Avalia-se a capacidade dos tribunais da Costa do Marfim se seriam suficientemente neutros e imparciais, ou estariam sujeitos à pressão política.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s