Alemães enviam deputados para apoiar investimentos em Angola

V1549648539_pr_recebe_delegao_de_deputados_alemes_foto_santos_pedro_(5)

O Presidente da República, João Lourenço, recebeu  no Palácio da Cidade Alta, membros da Comissão para os Assuntos Económicos e Energia do Parlamento alemão. A delegação de parlamentares alemães composta por vários partidos esteve em Luanda para inteirar-se da realidade e das oportunidades de negócios que o país oferece.
Em declarações à imprensa no termo da audiência, o presidente da Comissão para os Assuntos Económicos e de Energia do Parlamento alemão, Claus Ernst, disse que os parlamentares encontraram-se com empresários alemães a operar em vários setores no país para encorajar o reforço do investimento. “Temos interesse em apoiar que a cooperação entre Angola e Alemanha seja profícua e avance efectivamente. É nossa intenção contribuir no reforço de uma cooperação política e económica com Angola mais intensa”, disse Claus Ernst que reconheceu haver contactos significativos neste sentido.
Segundo o parlamentar, existem muitas possibilidades de os dois países intensificarem as relações económicas. Claus Ernst exprimiu satisfação pelo empenho do Presidente João Lourenço em prol da cooperação entre os parlamentos de Angola e Alemanha.

“Abordamos sobre áreas possíveis e desejáveis de investimento alemão que poderiam ser organizados para que fosse possível contribuir para o desenvolvimento de Angola”, sublinhou.
A Alemanha tem grandes projectos na construção, fiscalização e no fornecimento do equipamento das barragens hidroeléctricas ao longo do rio Kwanza, concretamente pelas empresas Voith, Andritz e Lahmeyer. Existem também empresas alemãs envolvidas em projectos de fiscalização de infra-estruturas, como estradas como é o caso da Gauff.

No setor de bebidas está a Krones e a Siemens, na criação de infra-estruturas, a Woermann no sector de equipamentos técnicos e a Bauer em fundações especiais.
Além disso, a Alemanha tem empresas como a Bosch, a Nehlsen, a DHL e outras que estão activas no país. A empresa LSG, do ramo de Catering para aviões do grupo Lufthansa, uma “joint-venture” com a TAAG, faz investimento directo em Angola.
Em 2008, as trocas comerciais entre Angola e Alemanha atingiram os 800 milhões de euros, superando os 500 milhões do ano anterior. Porém, o volume de negócios baixou por conta da crise económica. Actualmente, o volume das trocas comerciais é de cerca de 300 milhões de euros. Com o desenvolvimento positivo da economia angolana, este número pode crescer outra vez.
Fonte:http://jornaldeangola.sapo.ao/politica/deputados-alemas-incentivam-mais-investimentos-a-angola

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s