Côte D’ivoire: Primeiro-Ministro apresenta demissão do seu governo

daniel-kablan-duncan

Abidjan – O Primeiro-Ministro ivoiriense, Daniel Kablan Duncan, apresentou esta segunda-feira, em Abidjan, a demissão do seu governo ao presidente Alassane Dramane Ouattara, noticiou a Juene Afrique.

MAPA DA CÔTE D’IVOIRE

O anúnciou, esperado desde há alguns dias, aconteceu após uma audiência entre os dois homens no Palácio da Presidência da República no final desta manhã.

“Submeti a demissão do Primeiro-Ministro e a do governo em conformidade com o artigo 33 da Constituição”, indicou Daniel Kablan Duncan.

O antigo Primeiro-Ministro indicou a imprensa que essa demissão acontece antes da sessão inaugural da Assembleia nacional prevista para esta segunda-feira, há menos de um mês após à realização das eleições legislativas a 18 de Dezembro.

“Os membros do governo foram eleitos sobre 20 candidatos. Segundo uma prática política de longa data, todos os deputados eleitos devem assistir a sessão inaugural. Existe uma incompatibilidade entre as funções de deputado e de ministro”, acrescentou, evocando o artigo 84 da nova Constituição.

Alassane Ouattara aceitou a demissão do Primeiro-Ministro e exarou decretos que dão por findo as funções do governo, assim como dos conselheiros especiais da presidência.

A agenda política dos próximos dias afigura-se bastante apertada. Numa altura em que é esperada uma remodelação governamental esta semana, os deputados ivoirienses devem eleger esta segunda-feira, o próximo presidente da Assembleia nacional. Guillaume Soro, candidato à sua própria sucessão, parte favorito para conseguir o voto de confiança.

FRANCE-ICOAST-POLITICS-DIPLOMACYPor outro lado, Alassane Ouattara deve proceder a nomeação do vice-presidente, um posto criado pela nova Constituição. Segundo informações do Juene Afrique, está prevista para terça-feira, às 10h00 locais, uma deslocação do chefe de Estado à Assembleia nacional para fazer uma declaração solene durante a qual deverá anunciar o nome do seu futuro delfim constitucional.

http://www.angop.ao/angola/pt_pt/noticias/africa/2017/0/2/Cote-ivoire-Primeiro-Ministro-apresenta-demissao-seu-governo,161ad08a-dea0-4908-a98e-2f748a8b0c01.html

Advertisements

Demissão na TACV, em Cabo Verde

mediaAvião da TACV (imagem de arquivo)DR

A imprensa cabo-verdiana noticiou que a TACV vai despedir 150 trabalhadores no inicio do próximo ano. Confrontado pelos jornalistas sobre esta questão, o Ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves, garantiu que o plano de reestruturação da transportadora aérea nacional vai implicar a redução de pessoal, mas não confirmou quantos trabalhadores vão ser dispensados

O ministro da Economia e Emprego afirmou que – para respeitar os compromissos assumidos com os parceiros internacionais e enquadrado no plano de reestruturação – a administração da TACV deve apresentar soluções concretas até ao primeiro trimestre de 2017 ; depois o Governo vai avançar para a privatização da companhia aérea nacional.

Por outro lado, a Binter Cabo Verde, filial da companhia aérea sediada nas ilhas Canárias, inicia voos domésticos no país na próxima semana, segundo o anúncio feito pelo ministro da Economia e Emprego.

“Hoje a AAC autorizou a operação de Binter Cabo Verde que vai operar no mercado nacional e a inauguração é para a semana, ou seja, com a licença de operação que passou por um processo longo de cerca de dois anos, começar a operar”, assegurou José Gonçalves, em declarações à imprensa, na Cidade da Praia, na segunda-feira, no final de um encontro de trabalho com Grupo TUI – Touristik Union International, que atua na área do turismo.

http://pt.rfi.fr/cabo-verde/20161108-cabo-verde-governo-confirma-reducao-de-pessoal-na-tacv