Moçambique regulamenta as “txopelas”

Troxelas1

O Conselho Municipal da cidade de Maputo passa a emitir licenças de circulação para operadores individuais de mototaxistas, vulgo “txopelas”. Segundo o director de Transporte e Trânsito, Carlos Diante,o município de Maputo só procederá licenciamento aos mototaxistas que operarão nas praças indicadas, nomeadamente no terminal dos transportes semi-colectivos de passageiros em Xiquelene, no campus universitário da Universidade Eduardo Mondlane, no campus da Universidade Pedagógica ena Marginal de Maputo .

Autoridades municipais estão a passar “pente fino” na fiscalização de “txopelas” que, habitualmente, operaram em qualquer esquina, obstruindo a postura municipal e criam conflito de concorrência desleal com os operadores de táxi.

“Quando surgiu o serviço de “txopela” era para exercer actividade turística, por isso, no princípio o Conselho Municipal criou dez praças na Avenida da Marginal para transportar turistas que desejavam circular por aquela via”, disse Diante.

No início desta actividade, o município só emitia alvará e licenciamento a mototaxistas que estavam filiados a uma firma, tinham locais próprios para fazer trabalho e que possuem a partir de cinco “txopelas”, mesmo sem uma sede própria.

O porta-voz da Polícia Municipal, Joshua Lai,prometeu continuar com a operação de fiscalização até extinguir a circulação ilegal de “txopelas”, para garantir a segurança de utentes.

Troxelas

“Muitas vezes os operadores de “txopelas” não respeitam as regras de trânsito, acabando por ocupar o espaço dos táxis. Muito deles circulam sem a carta de condução com serviço público, livrete, entre outros documentos e a falta desses documentos comportam infracção de cinco mil meticais previstos na postura de trânsito”, disseJoshua Lai

http://www.jornaldomingo.co.mz/index.php/nacional/8113-municipio-regulamenta-actividade-de-txopelas

Advertisements